Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 1 de junho de 2016

ENERGIA ALTERNATIVA: Pernambuco ganha novo parque eólico no Agreste

Imagem: Divulgação
A Casa dos Ventos irá injetar 216,1 Megawatts (MW) no sistema elétrico brasileiro. Com 126 aerogeradores, o recém-inaugurado Ventos de São Clemente compreende os municípios de Caetés, Venturosa, Pedra e Capoeiras, e passa a ser o maior complexo eólico do Estado, seguido pelo Ventos de Santa Brígida, instalado em duas dessas cidades, com geração de 182 MW, e capitaneado também pela empresa. Para operar, o São Clemente recebeu investimento de R$ 1,2 bilhão. Até maio de 2017, a Casa dos Ventos colocará em operação o Ventos de Santo Estevão, na Região do Araripe.

De acordo com o diretor de Projetos e Novos Negócios da Casa dos Ventos, Lucas Araripe, apesar de os projetos estarem em desenvolvimento, já há perspectiva de expansão. “Esses projetos foram viabilizados e mantemos estudos de viabilidade nesses e em outros lugares do Estado. Mas, já adianto, existe o interesse em expandir o São Clemente e o Santo Estevão”, destacou, frisando que a situação econômica não comprometeu os contratos em andamento. “Os projetos em construção são pouco afetados, porque celebramos contratos de 20 anos para venda dessa energia. O que muda, talvez, são os que estão sendo desenhados”, detalhou.

O complexo Ventos de São Clemente é formado por oito parques eólicos, com capacidade de gerar energia suficiente para abastecer cerca de 550 mil casas. Cerca de 100 famílias da região tornaram-se parceiras da companhia, pelo arrendamento de terrenos para a implantação do complexo. Esse modelo permite às famílias preservar a propriedade e o uso da terra para suas atividades agrícolas, além de receber mensalmente uma quantia calculada a partir da energia gerada. No caso de São Clemente, estima-se em R$ 2,5 milhões o total pago anualmente aos moradores, valor que deve estimular a economia local.

Durante inauguração oficial, ontem, o governador Paulo Câmara disse que, junto ao Santa Brígida, o parque de São Clemente é responsável por 15% da energia gerada em Pernambuco. “São 550 mil famílias beneficiadas, número expressivo e que dialoga com o desenvolvimento que queremos para o estado de Pernambuco”, comentou.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões, o momento é propício para se abrir uma discussão em relação ao setor energético no Brasil. “Esperamos que o Governo Federal, que se inaugura agora, olhe para a questão da energia no Brasil sob um ponto de vista mais regionalizado. Espero que agora tenhamos leilões regionais que contemplem a oferta de energia para nossa região e que também tragam investimentos para o Nordeste”, afirmou.

Fonte: Folha de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário