Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 28 de julho de 2016

MAMULENGO: É diversão garantida no Festival de Inverno de Garanhuns

Foto: Bráulio Santana / Secom PMG
O Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) também abre espaço para os mestres e grupos que mantém vivo um patrimônio imaterial brasileiro, o “Mamulengo” - tipo de fantoche típico do Nordeste. O palco, que comporta aproximadamente 90 pessoas, está instalado no Parque Euclides Dourado e as apresentações, realizadas durante todos os dias do evento, iniciam a partir das 15h. Por dia, são realizados três ou quatro espetáculos deste considerado teatro do riso.

Apesar das apresentações terem um cunho de entretenimento, os espetáculos também levam ao público discussões de temas pertinentes à sociedade, com temas de política, direitos e deveres sociais e respeito ao próximo, por exemplo. “Eu amei, perfeito. Eu gosto muito de mamulengo. E passou uma mensagem sobre a internet, que foi uma parte que achei muito importante. Eles passaram que você não deve deixar a criança assistindo no quarto fechado, porque eles podem acessar coisas que eles não podem ver. Foram passadas muitas dicas. Além da diversão, foi muito importante”, comentou Diuvânia Barros, de 46 anos de idade, que ao lado de sua filha aproveitou o espetáculo.

Na tarde desta quarta-feira (27), o Mamulengo do Mestre índio foi o primeiro a se apresentar. Em seguida foi a vez do Mamulengo Mulato, baseado no reisado. Depois, subiu ao palco a atração garanhuense Mamulengo Tomé; e as apresentações do dia foram encerradas com Yaathê Thudia. “Eles passam que o mamulengo é uma brincadeira e que por meio dessa brincadeira é possível você ouvir coisas importantes para sua vida. E Garanhuns é uma cidade cosmopolita, o que contribui bastante para trazer essas linguagens. A brincadeira não é alienante, muito pelo contrário, ela tem esse papel de ser esclarecedora e informativa. E nesse ano o palco cresceu muito. Nós que estamos na produção, estamos muito satisfeitos com esse festival”, completou a produtora do Palco Manulengo, Mirian Brasileiro.

Por: Ruthe Santana / Secom PMG

Nenhum comentário:

Postar um comentário